Portal da Transparência
Menu
busca avançada

Voltar

Notícias

Jovens contam com espaço para expressar suas emoções04/10/2017

Dinâmicas de grupo auxiliam adolescentes a enfrentar seus anseios
 
A onda de automutilação Baleia Azul, que ganhou destaque nas mídias sociais e na Imprensa nos últimos meses, inspirou a criação do projeto Dor do Corpo Dor da Alma, em Cubatão.

Envolvendo 250 adolescentes participantes do Centro de Aprendizagem Metódica e Prática Mário dos Santos (Camp), a iniciativa abriu um canal de comunicação para que os jovens expressassem seus anseios, medos e preocupações.
Ao final dos trabalhos, a equipe do Núcleo de Educação Permanente de Saúde, da Prefeitura de Cubatão, identificou seis adolescentes que praticavam automutilação. Eles foram encaminhados para tratamento psicológico.

Angústias - O psicólogo Mohamad Abdul Rahim informou que ao invés de se optar por uma palestra sobre o delicado tema, preferiu-se estimular a comunicação franca e aberta por intermédio de dinâmicas de grupo. Antes da participação direta dos adolescentes, a proposta envolveu ainda a capacitação de educadores.

Segundo Rahim, com direito a voz, os jovens se sentiram à vontade para falar de suas angústias. Apontaram comportamentos e situações do cotidiano que promovem opressão, além de atitudes, permeadas pelo preconceito, que agridem emocionalmente.

De acordo com o psicólogo, esses são alguns dos fatores que podem levar ao desenvolvimento de transtornos, como a automutilação, ou ainda favorecer o aparecimento de tendências suicidas.

As atividades em grupo possibilitaram a identificação de agentes que causam não apenas desconforto emocional, mas também transtornos psicológicos.

O sucesso da iniciativa, que contou com o apoio de estagiários de Psicologia, impulsionou o Camp a planejar, para 2018, a criação de um espaço permanente, na própria instituição, para os jovens discutirem suas emoções. 

Texto: Melchior de Castro Junior - Mtb 15.702

Tags

Leia Também