Portal da Transparência
Menu
busca avançada

Voltar

Notícias

Defesa Civil ativa os planos preventivos para as chuvas de verão06/12/2017

Todos os anos, a atenção é redobrada de 1º de dezembro até 31 de março seguinte
 
Em dezembro, devem ocorrer chuvas consideráveis em Cubatão (220 milímetros), um pouco acima da média registrada em outros anos. É com estes dados - fornecidos pela Somar Meteorologia, prestadora de serviços do Governo do Estado - que as Comissões Municipais de Defesa Civil, como a Comdec de Cubatão, ativaram em 1º de dezembro seus planos preventivos, em que a atenção é redobrada quanto à possibilidade de deslizamentos nas encostas dos morros. Os munícipes são orientados a ficarem mais atentos aos sinais prévios, como rachaduras no solo, valas com águas mais barrentas, inclinação de árvores, postes e muros, e a deixarem os locais de risco em períodos de chuvas mais fortes. O telefone da Comdec para o registro dessas ocorrências é o 199.

Segundo o coordenador cubatense da Defesa Civil, Levindo dos Santos Filho, não deve chover além da média dos últimos anos, mas ainda assim esta média é bastante elevada no verão. "Em dezembro deve chover 220 milímetros (por metro quadrado), o que é acima da média. Em janeiro, a previsão de 272 milímetros, apesar de ser um número maior, mantém a média dos últimos anos. Por fim, em fevereiro e março deve chover abaixo da média". O que justifica a atenção especial, nesse fim e começo do próximo ano, com a ativação dos planos preventivos.

Existem dois planos de contingência, que neste ano, serão gerenciados pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec): o Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC), criado em 1988 pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil e abrangendo as áreas habitadas nas encostas (em Cubatão, basicamente as Cotas e a Mantiqueira), e o Plano de Contingência para a Serra do Mar na Região do Polo Industrial de Cubatão, criado em 1985 e reformulado para este ano, abrangendo os escorregamentos de encostas na área industrial.  Ambos são ativados em 1º de dezembro e desativados em 1º de março do ano seguinte, a não ser que os técnicos considerem necessário prorrogar o monitoramento das áreas de risco.

Inundações - Em 22 de fevereiro de 2013 a Cidade foi atingida pela mais forte inundação nas últimas décadas, causada por fortes chuvas. Por isso, naquele  mesmo ano a Prefeitura ampliou o alcance do PPDC, criando o Plano de Contingência: Enchente, Inundação e Alagamento (PMCEIA), ativado de forma pemanente e estabelecendo diretrizes preventivas contra problemas causados por chuvas.

Já em janeiro de 2009 haviam sido criados pela Prefeitura de Cubatão os Núcleos de Defesa Civil (Nudecs), com grupos de voluntários de cada núcleo habitacional que recebem treinamento da Prefeitura e estão capacitados a ajudar na prevenção e no monitoramento de situações de risco, podendo efetuar ações emergenciais como a organização dos moradores e assistência a eventuais vítimas de inundações, deslizamentos de terra etc., em colaboração com a Defesa Civil do município.

Mais detalhes na Cartilha: http://www.cubatao.sp.gov.br/arquivos/editor/files/CARTILHA_DESLIZAMENTOS_COMDEC_2016.pdf




Prefeitura Municipal de Cubatão
Secretaria de Comunicação

Tags

Leia Também