Menu
busca avançada

Voltar

Notícias

Cadeq está de portas abertas para ajudar dependentes químicos e familiares11/09/2018

Com atendimento gratuito, o serviço é realizado em parceria com a Prefeitura de Cubatão
 
Dependentes químicos (adictos) e familiares podem contar com o suporte necessário do Centro de Apoio, Desenvolvimento e Qualificação (Cadeq). Fundado em 2001, pelo funcionário público Severino Eleno Mendonça Correia (atual diretor-presidente da instituição) e outras pessoas, o serviço já atendeu mais de cinco mil pessoas (dependentes e famílias) e conta com uma equipe de 15 funcionários e voluntários. Por meio de uma intervenção psicoeducativa e terapêutica, o Centro orienta com atendimento psicológico individual, rodas de conversa, terapias de grupo, dinâmicas e palestras com profissionais da área.

A assistente social Odete do Carmo, atual responsável pelo Projeto de Atendimento às Famílias, frisa a participação da família nos atendimentos. "De acordo com a Organização Mundial da Saúde, pelo menos 15 pessoas são atingidas diretamente por um usuário de drogas. Por isso é muito importante a família deixar ser acolhida, pois ela precisa entender que a dependência química é uma doença. Capacitamos os envolvidos a saber lidar com a situação", informou.

Caso necessário, o Cadeq encaminha para atendimento psquiátrico ao Serviço de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas (SAPS-AD), da Prefeitura de Cubatão. E se for preciso internação, o Centro encaminha a clínicas da região e interior de São Paulo, além de visitar os pacientes em tratamento.

Para o adicto em recuperação, é também oferecido o Plano de Prevenção à Recaída (PPR). "A dependência química não tem cura e, por isso, mantemos esse acompanhamento, pois a recaída acontece antes mesmo de um adicto voltar a usar drogas", explicou a assistente social.

Serviço gratuito - As reuniões em grupo para dependentes químicos ocorrem às terças e quintas-feiras das 9 às 11 horas na sede do Cadeq, que fica na Travessa José Vicente, nº 50, Sítio Cafezal (atrás do Teatro do Kaos). Já para as famílias, os encontros são às quartas-feiras, das 14 às 16 horas, também na sede. A capacidade física é de 15 pessoas. Para maior número de pessoas, os familiares contam com atendimento em grupo às segundas-feiras, das 19 às 21 horas, no Centro de Referência do Idoso, que fica na Dr. Fernando Costa, 181, Santa Rosa.

Para atendimento individual, é só agendar pelos telefones 3372-6746 ou 3372-6748. Também é possível agendar pessoalmente na sede, que funciona das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. O Cadeq ainda realiza palestras nas indústrias e escolas do município. Para convidar os profissionais, basta entrar em contato por telefone.

Voluntariado - O projeto também conta com o apoio de voluntários. "Os próprios familiares acabam dando suporte a outras famílias, acolhendo e compartilhando suas experiências. E profissionais de qualquer área são bem-vindos para ajudar. Todos podem contribuir de qualquer maneira", disse Odete.

Além disso, interessados podem ajudar doando e comprando peças no Brechó do Cadeq, que fica na Rua 13 de Maio, 471, Vila Nova, de segunda a sábado, das 9 às 18 horas.

Texto: Marisol de Andrade - MTB 58.160

Galerias de Imagens

Tags

Leia Também