Menu
busca avançada

Voltar

Notícias

Cubatão terá nova empresa de transporte público07/11/2018

Edital prevê investimento inicial de R$ 16 milhões, modernização da frota e sistema de monitoramento das linhas em tempo real
  
Ônibus modernos, com acessibilidade, wi-fi e ar condicionado estão entre os itens do edital de concessão do transporte público de Cubatão, publicado no Diário Oficial do Município e em jornais de grande circulação no Estado. O edital prevê concessão por 15 anos, renováveis por mais 5 anos conforme prevê a legislação municipal com investimento inicial de R$ 16 milhões. Ao todo, serão 49 veículos (sendo 4 de reserva operacional) que circularão em 15 linhas, transportando cerca de 500 mil passageiros por mês (média de 2018).

"O edital foi criado para trazer à Cidade um transporte coletivo moderno, integrado com as tecnologias disponíveis no mercado e que melhore a mobilidade dos cubatenses dentro do Município", destacou o superintendente da Companhia Municipal de Trânsito, Jefferson Cansou, que conduziu o processo de confecção do edital.

Além da renovação da frota, a empresa vencedora terá como meta a implantação de um sistema de acompanhamento em tempo real da localização do ônibus por meio de aplicativo e o controle de qualidade, que será feito pelos usuários, pela CMT e também pela empresa.

Nesse controle serão avaliados itens como a pontualidade, o funcionamento do aplicativo, a disponibilidade da frota, limpeza e conservação dos veículos, entre outros itens.

Integração - No atual sistema, a integração ocorre apenas entre os ônibus municipais da concessionária que opera as linhas do transporte público. Com o novo modelo, a intenção é ampliar a integração. Após reuniões com a EMTU e os permissionários do transporte alternativo, a integração passou a ser uma das exigências para a nova empresa que deverá adotar um sistema de bilhetagem eletrônica que permita ao usuário usufrua integração com os ônibus intermunicipais, VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e com o Transporte Alternativo.

Tarifa mantida - O edital garante a manutenção do atual valor total da tarifa de R$ 4,10 (sendo R$ 3,40 cobrado na catraca mais R$ 0,70 subsidiado pela Prefeitura). O documento também prevê subsidio de até 30% do valor por parte da Prefeitura sendo que, este ano, a média mensal do subsídio pago à empresa de ônibus é de R$ 200 mil.

"A manutenção da tarifa foi uma exigência do prefeito Ademário. Trabalhamos duro para que o novo modelo atendesse a todas as exigências dos moradores sem afetar o orçamento tanto da Prefeitura quanto do munícipe", afirma o superintendente.

Trâmite - As empresas interessadas têm 30 dias para conhecer o teor completo do edital (disponível no setor de suprimentos da Prefeitura ou no site, na área de licitações) e apresentar os documentos necessários. Caso não haja nenhum questionamento jurídico, a previsão é de que os envelopes com as propostas sejam abertos em dezembro.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Companhia Municipal de Transito - CMT

Tags

Leia Também