Menu
busca avançada

Voltar

Notícias

Casa de Emaús é referência em atendimento à população de rua21/01/2019

O projeto tem parceria com a Prefeitura de Cubatão 
 
O prefeito Ademário Oliveira esteve na Associação da Divina Misericórdia - Casa de Emaús, que tem parceria com a Prefeitura, para acompanhar os trabalhos desenvolvidos pela organização não governamental. Também estiveram o secretário de Assistência Social, Sebastião Ribeiro da Silva (o Zumbi) e a diretora de proteção especial Viviane Teixeira. A visita acontece no último dia 10.

"A Casa de Emaús é um exemplo para Cubatão, atendendo pessoas com respeito e dignidade", declarou o prefeito. A visita partiu de uma audiência da Prefeitura com o promotor de justiça André Bandeira, do Fórum de Cubatão, em dezembro do ano passado. "O objetivo era tomar conhecimento de políticas voltadas à população em situação de rua. O próprio promotor conheceu a Casa de Emaús e ficou satisfeito com o projeto", disse Viviane.

O local, que fica à Av. das Nações Unidas, 330, na Vila Nova, atende pessoas em situação de rua, com capacidade para 10 vagas, como casa de passagem, e mais 10 para acolhimento institucional. Atualmente, atende 18 pessoas, conforme dados da Secretaria de Assistência Social (Semas).

A instituição oferece não só acolhimento, mas também atendimento social e psicológico em paralelo com o Centro de Atendimento Psicossocial (Caps), Serviço de Saúde e Centro Pop para reinserção social, garantia de direitos, além de oferecer cuidados com higiene pessoal e refeições (café da manhã, almoço, café da tarde, jantar e ceia). "A pessoa que estiver em situação de rua e necessitar de acolhimento passa pelo Centro Pop e, após entrevista com assistente social, é encaminhado para a Casa de Emaús, dando continuidade ao atendimento", explicou a diretora. O Centro Pop atende na Rua Dr. Fernando Costa, 1004, na Vila Couto, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Viviane ressalta que o Município também possui a Casa do Recomeço, que funciona de segunda a sexta-feira, das 19 às 7 horas - na parte de trás do Centro Pop. "O objetivo da casa é atender pessoas que estão de passagem pela Cidade e podem ficar até três dias no local para dormir", completou.

Texto: Marisol de Andrade - MTb 58.160

Tags

Leia Também