Menu
busca avançada

Voltar

Notícias

Carnaval: é no dia 21 de fevereiro o Desfile Oficial das Escolas de Samba de Cubatão16/02/2009

No dia 21 de fevereiro acontece o Desfile das Escolas de Samba de Cubatão, a partir das 22h, na passarela do samba montada na Avenida Beira Mar, no Jardim Casqueiro.

  Foram acertados todos os detalhes da infra-estrutura da festa que compreende desde seguranças habilitados, arquibancada com três mil lugares, banheiros químicos até a composição da comissão julgadora. Toda a produção será totalmente voltada para a comunidade.

Quem quiser acompanhar a festa da arquibancada precisa retirar o ingresso antes, no dia 20 de fevereiro, trocando-o por 1 kg de arroz ou feijão ou leite em pó. A troca deverá ser feita das 8h às 17h no Centro Esportivo Castelão (Rua Embaixador Pedro de Toledo, 538, Centro) e também no Centro Esportivo Armando Cunha (Av. das Américas, 151, Jardim Casqueiro). Há também a possibilidade de assistir o carnaval cubatense pela TV. É só sintonizar a rede VTV, que irá transmitir ao vivo para todo litoral de São Paulo, interior do Estado e ainda para região de Goiânia. Quem estiver em outros Estados, pode sintonizar por satélite.

A ordem do Desfile Oficial é esta: 22 horas, GRES Unidos do Morro; às 23 horas, GRES Nações Unidas; e à 0h, GRES Independência. Cada escola deve se apresentar no período de 50 minutos com um mínimo de 450 integrantes, sendo julgada por dois jurados para cada quesito, nos quesitos Bateria, Mestre-sala/Porta-bandeira, Enredo, Samba-enredo, Comissão de Frente, Alegoria, Fantasia, Harmonia, Evolução e Ala das Baianas. Em caso de empate no resultado final, o cotejo de pontos nessa ordem de quesitos é o critério que será usado para o desempate.

A apuração dos resultados ocorrerá na segunda-feira de Carnaval, dia 23 de fevereiro, no Centro Esportivo Humberto de Alencar Castelo Branco (Castelão) a partir das 15 horas. Além de troféus, serão atribuídos prêmios em dinheiro às escolas: R$ 60 mil para o primeiro lugar, R$ 40 mil para o segundo e R$ 20 mil para o terceiro. A premiação será entregue em evento a ser marcado pela comissão organizadora.


Unidos do Morro

Presidente: Fábio Ferreira (Índio)

Enredo: "Abrem-se as cortinas... a Mocidade conta a Ópera Carmen"

850 componentes, 3 carros alegóricos, 12 alas


Nações Unidas

Presidente: Pedro Dias

Enredo: "Num mundo de fantasia, sou Nações e vou brincar"

1500 componentes, 5 carros alegóricos, 18 alas


Independência

Presidente: Severino Batista (Tatai)

Enredo: "A criação dos tempos nas crenças Nagô"

1500 componentes, 4 carros alegóricos, 14 alas



HISTÓRICO DAS ESCOLAS - LETRAS DOS SAMBAS-ENREDO:



Grêmio Recreativo e Escola de Samba Mocidade Unidos do Morro - A escola verde e amarelo é a casula do carnaval cubatense e, sempre teve uma história de muita luta e dificuldades, pois até hoje não possui quadra própria e por isso tem que realizar seus eventos na rua ou em sedes alugadas. Por outro lado, é formada por pessoas guerreiras, que amam o samba e acreditam no trabalho da atual diretoria, bem como em dias melhores, tanto que a cada ano cresce o número de foliões e simpatizante na avenida, principalmente após os consecutivos 3º lugares em 2007 e 2008. É a Escola que mais evoluiu em Cubatão, dando mostras que vai crescer mais ainda. Formado por moradores dos bairros Cota, desfila em 2009 com o enredo "Abrem-se as cortinas... a Mocidade conta a ópera de Carmen.


Fundação: 

10 de janeiro de 1988

Endereço: 

Rua Faixa do Óleo Duto, 52 - Cota 95 - Cubatão/SP

Cidade-sede: 

Cubatão

Integrantes: 

Aproximadamente 1.000

Presidente: 

Fábio Ferreira Índio

Vice-presidente: 

Décio Gil

Core(s) da escola: 

verde e amarelo

Diretor geral: 

André Luiz da Silva Sena

Comissão: 

Coreógrafo Alexandre de Campos

Carnavalesco: 

Célio, Trick e Carioca

Mestre bateria: 

João Fumaça

Diretor bateria: 

Cris

Compositores: 

Fernando Negrão, Gustavo Santos e Imperial

Intérprete: 

Nando, Kisuco e Jow

Mestra-sala: 

Alexsandro dos Santos

Porta-Bandeira: 

Lyssandra Grooter

Destaques mirins: 

Tuty e Bia

Ensaios: 

Segunda, quarta e sábado, a partir das 19hs

Títulos: 

A Escola não possui títulos.



Samba enredo GRES Unidos do Morro


"Abrem-se as cortinas... A Mocidade conta a ópera Carmen"

Autores:.Fernando Negrão, Gustavo Santos e Imperial



ME LEVA MEU SONHO

A ÓPERA VAI COMEÇAR

BRAVO, BRAVÍSSIMO

A VOZ DO MORRO VAI ECOAR!!!


 

Olé... Olé!

Sevilha imaginária

Na mente do artista

Carmen é a poesia

Cigana que encanta Don José

A liberdade é promessa de amor

Que lança o combatente na prisão

Um novo ato de paixão



REBELDIA É AMAR

REBELDIA É VIVER

AVE LIVRE A VOAR

QUE SÓ POUSA QUANDO QUÉR!



Seguindo a sua sina

Deserta o enamorado

Parte pelas bandas dessa vida

Onde todo erro e perdoado

Nas cartas o aviso do fim que chegará

Viva toda praça a saudar!

Toureiro sua musa onde está?

A fúria e o desamor foram levar

Pra sempre a linda cigana

Mas quem nasceu livre... livre partirá

Sempre que a cortina se fechar!




Grêmio Recreativo e escola de Samba Nações Unidas - Originário do bairro da Vila Nova, foi fundado em 9 de abril de 1978, tendo sede própria nesse bairro, na Avenida das Nações Unidas, 610/620. Foi a primeira escola de samba a ser campeã num desfile oficial regulamentado pela Prefeitura Municipal de Cubatão, sendo tetracampeã do Concurso Oficial. A grande maioria do seu contingente é formada pela própria comunidade local. Desde a sua origem e fundação, tem como prioridade destacar, exaltar e valorizar a arte, a cultura e o folclore popular.

A quadra da escola funciona durante todo o ano e, seguindo diretriz de sua diretoria, vem buscando desenvolver projetos especiais, como: na área esportiva, escolinha de futsal, basquete, voleibol, atletismo e artes marciais; na área cultural, escolas de música, danças, teatro, instrumentos musicais e bateria; na área social desenvolve, junto à comunidade, atividades como cursos de computação, encanador, marcenaria, solda, caldeiraria, eletricista, alvenaria, corte e costura e bijuteria.

Sua quadra de samba vem passando por reformas estruturais, como a construção de novos e amplos sanitários, a construção de camarotes e de um novo piso, inclusive na área anexa, que ganhará nova cobertura e uma quadra poliesportiva. Sua área total é de 894 m². Procurando sempre a modernização, a escola aboliu de suas cores o verde, seguindo uma tendência de identificação nas cores azul e branco.



Fundação: 

9 de abril de 1978

Endereço: 

av. das Nações Unidas, 610, Vila Nova, Cubatão-SP

Cidade-sede: 

Cubatão

Presidente: 

Pedro Dias de Assis

Vice-presidente: 

Ilton

Core(s) da escola: 

azul e branco

Diretor geral: 

Roberto do Amaral

Comissão: 

Veron

Carnavalesco: 

Camilo Martins, Sueli, Rita, Mazinho e Ricardo

Mestre bateria: 

Mestre Madeira

Diretor bateria: 

Tiago

Compositores: 

Fernando Negrão, Gustavo Santos, Rodrigo Corrêa e Julinho de Paula

Intérprete: 

Gordo, Zumbi, Vantuil, Felipe - músico: Tony

Mestra-sala: 

Evandro

Porta-Bandeira: 

Elisa

Ensaios: 

de segunda à sexta-feira a partir das 20h

Títulos: 

Campeã em 1987,1988, 1990, 1992, 1993, 2004



Samba enredo GRES Nações Unidas


De azul e branco lá vem ela...
EU SOU NAÇÕES e vou brincar na passarela

Autores: Fernando Negrão, Gustavo Santos, Rodrigo Corrêa e Julinho de Paula


Venham ver...
Essa surpresa que eu vim lhe oferecer
Abra a caixa da esperança
Solte a criança que há dentro de você
Viaje na imaginação, mergulhe fundo nessa fantasia
Palhaços e super-heróis vão contagiar essa avenida
O ato de brincar influi e realiza
É o lado feliz de nossa vida!
 
Baiana, gira baiana...
Eu quero vê-la girar
Feito boneca de pano...encantar
 
A pipa está no ar, meu ioiô vem e vai...nessa folia
De pé no chão, vou rodar pião...
Nesse universo de magia
Meu soldadinho de chumbo
Tem "sangue azul" e vai brilhar
Com energia, a bateria vai te emocionar
Tem dominó, baralho, dama e xadrez
No tabuleiro da alegria chegou a nossa vez
E hoje em dia...brinquedo sensacional
O video-game é mania, um sucesso mundial
Vem, vem ser criança novamente
Nessa festa reluzente chamada Carnaval

 



Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Independência do Jardim Casqueiro - A escola surgiu com um grupo que fazia parte do Bloco dos Malucos, no Jardim Casqueiro. A fundação ocorreu no dia 3 de março de 1976, depois de uma reunião com os foliões do bairro interessados em transformar o bloco em uma agremiação maior. O nome foi escolhido pelo fato de o grupo se concentrar na Praça Independência, no Casqueiro.

A agremiação ganhou todos os títulos do carnaval cubatense, logo em seus primeiros anos: foi heptacampeã, entre 1978 e 1984, em Cubatão; campeã do 2º Grupo em Santos em 1981, e obteve o quarto lugar nos campeonatos regionais de 1990 e 1991. Por isso, chegou a se afastar da competição cubatense. Foi tricampeã do Carnaval 2007 e campeã do Carnaval Metropolitano 2006. Seu endereço: Av. Joaquim Jorge Peralta, no Jardim Casqueiro.



Fundação: 

03/03/1976

Endereço: 

Avenida Joaquim Jorge Peralta, n° 13 - Jardim Casqueiro

Cidade-sede: 

Cubatão

Integrantes: 

1500 componentes

Presidente: 

Severino Batista de Oliveira (Tatai)

Vice-presidente: 

Evilásio Santana (Ney)

Core(s) da escola: 

Vermelho e Branco

Diretor geral: 

Comissão de Carnaval

Comissão: 

Comissão de Carnaval

Carnavalesco: 

Mauro "Xuxa"

Mestre bateria: 

Mestre Dão

Diretor bateria: 

Aluízio Batista

Compositores: 

Wagner Pontual, Joel, Campeão, Edu, Júnior, Rudnei, Marquinhos Maluco

Intérprete: 

Pinda, Minha, Carlinho, Joacir

Mestra-sala: 

Zinho

Porta-Bandeira: 

Andressa "Simpatia"

Destaques mirins: 

Mariana

Ensaios: 

Quarta, Sexta e Domingo a partir das 20h30

Títulos: 

Campeã do Carnaval Cubatense (1978, 1979, 1980, 1981, 1982, 1983, 1984, 2005, 2006, 2007 e 2008) Campeã Metropolitana na Cidade de Praia Grande (2006)




Samba enredo GRES Independência


"A criação dos tempos nas crenças Nagô"

Autores: Wagner Pontual, Joel, Campeão, Edu, Júnior, Rudnei, Marquinhos Maluco



Bate tambor, é festa
A nação Nagô se manifesta
Hoje o Casqueiro é Independência a cantar crenças de um povo milenar

Nesta imensidão Oduduwa criou a terra
Ile Aiye, Inã e Omi, da lama fez nascer
E o mundo começou amanhecer

Veio a luz do sol iluminar o dia
E a noite é entregue a Oxura, a missão de Obadala, criar a vida

Vem do vermelho o amor
Do branco a paz
Obadala encantou, se fez capaz
Com harmonia e beleza a vida Abaya natureza

Seus filhos são divididos em partes iguais
Pra completar as estações tempos dos ciclos naturais

Verão fonte de luz e de calor
A primavera, linda flor, um paraíso florescendo
Inverno que vive triste de alma fria
E o outono anuncia o fruto tão essencial

Na ordenança de Olorum, Obatala moldou o homem
E nesse sopro deu vida ao chão
O criador e sua criação

Bate tambor, é festa
A nação Nagô se manifesta
Hoje o Casqueiro é Independência a cantar crenças de um povo milenar

Prefeitura Municipal de Cubatão
Secretaria de Comunicação