Cubatão, 21 de outubro de 2014

Tempo

00ºC / 00ºC

Qualidade do ar

Notícias

Cultura Artes e espetáculos Educação 29/10/2013

Alunos UME Padre José de Anchieta são 1º lugar no Querô na Escola

Premiação aconteceu nesta terça-feira (29) após a exibição dos curtametragens das 10 escolas participantes
 
Assim como em qualquer cerimônia de premiação, emoção e suspense fizeram parte da entrega dos prêmios aos alunos cubatenses que participaram do Projeto Querô na Escola. O 1º lugar, mais do que comemorado, ficou com a UME Padre José de Anchieta, do Jardim Costa e Silva, com o curta "Primeiro beijo". O professor João Paulo Teixeira, que coordenou os trabalhos por lá, recebeu o trofeu e falou sobre o orgulho de ter incluído os estudantes nesta empreitada.

"Os alunos são os atores principais desse projeto. Parabéns a todos vocês", disse o educador, que ainda foi agraciado com uma Menção Honrosa do Instituto Querô. A escola vencedora foi anunciada por Patrícia Limeres, representante da Anglo-American, empresa patrocinadora do Projeto.

A 2ª colocação ficou com a UME Padre Manoel da Nóbrega, do Jardim Casqueiro, com o curta "Pequenos erros, grandes consequências". O 3º lugar foi para a UME Mário de Oliveira Moreira, do Vale Verde, com o tema "Chega de Bullying". Houve, ainda, a entrega do trofeu "Destaque Escola", para a unidade que mais ajudou a equipe do "Querô" na realização do projeto. Quem recebeu o prêmio foi a UME Ulysses Guimarães, da Vila Natal, na pessoa de Bruna Moreira, diretora da unidade. Participaram, ainda, da cerimônia, Fábio Inácio (secretário de Educação) e o Welington Borges (secretário de Cultura).

Temas atuais renderam muito bate-papo em classe - O primeiro beijo, a iniciação sexual, o acesso às drogas, o bullying, o uso de celular e fones de ouvido em sala de aula, o preconceito e a inclusão foram algumas das temáticas abordadas nos 17 curtasmetragens produzidos por 434 estudantes dos 8º e 9º anos, de 10 escolas municipais de Ensino Fundamental, participantes do Querô na Escola - Cubatão.

Os curtas foram exibidos na tarde de hoje, momentos antes da premiação. Foi em uma das salas do Cine Roxy, no Novo Anilinas. A cada tema exposto na telona, os adolescentes vibravam tanto pela participação da escola, como pelos temas abordados ali, atuais e que segundo os professores, renderam muitos bate-papos entre professores e alunos.

Desenvolvido de abril a outubro deste ano pelo Instituto Querô, de Santos, o projeto contou com apoio do Centro de Apoio Pedagógico e Formação Continuada (CAPFC), da Secretaria Municipal de Educação e da Secretaria de Cultura.

De acordo com a educadora do Querô na Escola, Thalita Afonso, o projeto prevê dois encontros com os alunos. No primeiro, são discutidas as ideias de filmes e são definidos os roteiros que cada turma irá desenvolver. No segundo encontro, uma equipe faz a gravação do roteiro, que tem produção e participação dos alunos e de alguns professores nas cenas.

Segundo Thalita, entre a definição do roteiro e a filmagem há um processo de produção das cenas num grupo criado no Facebook. Nele, os alunos discutem as cenas e escolhem os materiais, cenários e figurinos que serão utilizados no dia da filmagem.

Thalita explica que os estudantes cubatenses se mostraram muito interessados pelo projeto que teve como tema cenas do universo escolar e questões que envolvem a adolescência. "Os alunos inscritos estavam muito animados e vinham com muitas ideias criativas. Foi muito fácil fazer os filmes já que os jovens estão muito acostumados a fazer filmagens com celular. Eles têm potencial", destacou a educadora. Ela informou, também, que os filmes produzidos farão parte de um DVD que será entregue nas escolas participantes do projeto.
 
Texto: Cecília Beu e Morgana Monteiro
Secom
Secretaria de Cultura, Secretaria de Educação