Cia de Dança de Cubatão se prepara para retornar ao palco do Festival de Joinville 2019

Equipe compete nas categorias conjunto e duo de jazz. Foi o Melhor Grupo do Festival em 2018

A Cia de Dança de Cubatão se prepara para embarcar para terras catarinenses e representar a cidade no maior festival de dança do mundo no gênero competição: Joinville 2019. Desta vez, retorna com a vaga garantida – já que foi a estrela da última edição – na categoria conjunto jazz avançado. A brilhante participação da equipe cubatense ano passado com troféus em todas as categorias que competiu, além do prêmio de Melhor Bailarina a uma das integrantes, rendeu à Cia o prêmio de Melhor Grupo do Festival. “Foi incrível e isso só aumenta nossa responsabilidade”, comentou a diretora artística, Vanessa Toledo.
Os 18 bailarinos e equipe técnica embarcam na próxima terça-feira (16) para Santa Catarina. O primeiro desafio será em 18 de julho quando competem na categoria duo de jazz sênior com a coreografia “Enquanto eu estiver…”, assinada por Claudionor Alves, e interpretada por Lucas Maia e Claudionor Alves. No dia 22 de julho, a equipe completa sobe novamente no palco do Teatro Cau Hansen com a montagem “Daquilo que resta” de Zeca Rodrigues, coreógrafo residente.
“Joinville vem pra gente lembrar que a dança é sempre uma superação. Ainda estamos no meio do ano e já realizamos tanta coisa! Participamos de circulação de espetáculo de dança, realizamos apresentações, integramos o corpo artístico da competição Dança de Grupo do Faustão, na Rede Globo. É cansativo, mas gratificante ver que o nome da dança de Cubatão e da Região segue a passos largos”, comemora Toledo.
A Cia também vai dividir sua expertise na Capital da Dança com workshop ministrado por Zeca Rodrigues no Joinville Dance Camp nos dias 20 e 21 de julho. A participação termina com a apresentação da bailarina cubatense Yasmin Mattos escolhida a Melhor Bailarina do Festival de Joinville 2018. Ela dançará a coreografia “Em suas amarras”, assinada por Edson Santos – um dos grandes nomes do jazz em São Paulo, como convidada nas duas Noites dos Campeões. “E se tudo der certo, a Yasmin dança um pouco antes da Cia também subir ao palco e comemorar mais um título”, torce Vanessa.
Um marco para a dança regional – Poucas equipes no Brasil colheram resultados tão significativos ao longo de três décadas de Festival, de acordo com a organização da competição. Os prêmios da equipe cubatense modificaram o cenário da dança regional e, com isso, a Cia escreveu seu nome na história da Dança no Brasil.  Além da 1º colocação no conjunto de jazz com a coreografia “Além daqui…”, de Zeca Rodrigues, a equipe obteve ouro em solo feminino jazz sênior com “Mais do que palavras” dançado por Yasmin Mattos e uma criação de Claudionor Alves;  2º posição em solo contemporâneo sênior com “Em silêncio…” e 3º lugar no duo contemporâneo “Apenas…”, ambas de Flávia Sá.
O prêmio especial de “Melhor Grupo” surge sempre de indicações da curadoria do Festival e dos jurados, que levam em conta a performance das equipes. O destaque é dado àqueles que obtiveram um desempenho muito acima da média durante as apresentações – o que vale para grupos e bailarinos. Além do troféu, receberam prêmios em dinheiro. “A Cia de Dança de Cubatão tem trazido novas propostas e um olhar para o hibridismo. É bom ver estas vertentes. Dá pra notar que é um trabalho de pesquisa, com bailarinos de padrão internacional e interpretação artística. Eles foram ovacionados”, reconhece Caio Nunes, curador do Festival de Dança de Joinville ano passado.
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais