Coletivo 302 prepara projeto sobre os 40 anos do incêndio da Vila Socó

 

Primeiro coletivo teatral da Baixada Santista vencedor do Prêmio Shell de Teatro, um dos mais importantes da categoria no país, o Coletivo 302, de Cubatão, começou os preparativos para a produção de um espetáculo sobre a Vila Socó.

A área, atualmente denominada Vila São José, foi destruída em um incêndio ocorrido na madrugada de 24 para 25 de fevereiro de 1984, após o vazamento de gasolina de dutos subterrâneos instalados sob o terreno, resultando na morte de dezenas de pessoas e animais, naquela que foi considerado à época um dos maiores incêndios do País.

O coletivo iniciou os estudos e entrevistas para a produção do espetáculo, que encerrará a “trilogia industrial” iniciada em 2018 com a peça “Vila Parisi” e que prosseguiu em 2021 com o projeto “Vila Fabril”. Para “Vila Socó”, serão ao todo 10 meses de trabalho, que resultarão em uma temporada inédita com 10 apresentações gratuitas a serem realizadas na Vila São José.

Durante todo o processo, será utilizado o conceito teatral site-specific, em que o grupo utiliza a própria região que será retratada como ponto de partida para a criação dramatúrgica, cenográfica e de outros elementos da obra.

Neste momento, o grupo está realizando pesquisas sobre a Vila e sua gente. Para isso, além dos estudos, o Coletivo 302 está gravando entrevistas com antigos moradores do local e pessoas que vivenciaram os acontecimentos de fevereiro de 1984. Interessados em colaborar com esse trabalho de pesquisa, ou que tenham histórias da Vila Socó para compartilhar, podem entrar em contato pelo e-mail coletivo302@gmail.com ou pelo WhatsApp (13) 99154-6860.

Processo formativo – Outra etapa da produção é a realização do 6º Ciclo de Estudos 302, com o tema “Processos criativos em zonas de exclusão”, em que o coletivo receberá nos próximos meses outros grupos teatrais para partilharem suas trajetórias e apresentarem suas práticas de criação. Foram convidados os seguintes parceiros: O Coletivo (Baixada Santista), Cia. As Marias (ABC Paulista), Grupo Forfé de Teatro (Piracicaba/SP) e Coletivo Estopô Balaio (Zona Leste de São Paulo/SP).

Coletivo 302 – O Coletivo 302 é um grupo de pesquisa reconhecido como Ponto de Memória pelo IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus. Fundado em outubro de 2014, desenvolve ações culturais gratuitas em espaços públicos, como espetáculos teatrais, intervenções urbanas em artes visuais, produções audiovisuais, ações ambientais e educativas. Sua pesquisa destaca a valorização da memória, identidade, pertencimento e ancestralidade do seu território de atuação e a busca pela ressignificação de seu imaginário. Conheça mais sobre o trabalho do grupo e a agenda das atividades no site www.coletivo302.com ou pelo Instagram @coletivo302.

Por: Secom Cubatão com informações do Coletivo 302

Fotos: Divulgação Coletivo 302

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Município de Cubatão - CNPJ 47.492.806/0001-08 - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais