Comunidade debate novo programa de Mobilidade Urbana de Cubatão

Audiência pública, realizada nesta quinta-feira (1º), na Câmara Municipal, reuniu técnicos, vereadores e representantes da sociedade civil 
Vereadores, representantes da comunidade, técnicos da Prefeitura e da Companhia Municipal de Trânsito – CMT participaram, na manhã desta quinta-feira (1º de agosto), no plenário da Câmara Municipal, da audiência pública sobre o projeto de Lei 68/2019, de autoria do prefeito Ademário Oliveira, que institui o Plano de Mobilidade Urbana de Cubatão.
Segurança de pedestres, manutenção de equipamentos públicos de trânsito; fluxo de tráfego na área industrial e transporte coletivo foram alguns dos itens analisados durante o encontro, que foi presidido pelo vereador Joemerson Alves de Souza (Cleber do Cavaco) e teve, na mesa coordenadora, Rogério  Plácido das Neves, representando a CMT, o vice-prefeito e secretário municipal de Planejamento, Pedro de Sá Filho; e Antonio Sarabando e Maria Helena de Sá, membros da comissão técnica da Prefeitura que atuou na elaboração do projeto.
A audiência foi aberta com explanação geral de Antonio Sarabando sobre o projeto, que tem 68 artigos e subdivisões que abordam, entre outros temas: sistema viário, com suas divisões, classificações e diretrizes para expansão; áreas de estacionamento; vias de pedestres, sistema cicloviário; polos geradores de tráfego; sinalização de trânsito, operação e disciplina de transporte de carga, transporte público coletivo e individual, transporte escolar e transporte privado.
Ao disciplinar a mobilidade em Cubatão, o projeto leva em conta aspectos como os serviços de transporte público coletivo, a infraestrutura e a acessibilidade.
Na justifica do projeto, o prefeito Ademário Oliveira lembra que o dispositivo tem por finalidade traçar diretrizes gerais para estruturação da cidade de maneira mais saudável, priorizando o transporte público e a interligação de diversos modais para o deslocamento de pessoas e produtos, havendo uma atenção especial para pessoas com deficiências e restrições de mobilidade.
Uma das prioridades é aumentar a malha cicloviária, criando-se ciclovias e ciclofaixas em uma extensão de 43,26 quilômetros, cruzando os principais pontos da cidade. Essas pistas especiais cortarão a área urbana em seis diferentes eixos: Centro-Vila Natal, Centro-Nova República, Centro-Jardim Casqueiro, Centro-Vila dos Pescadores, Centro-Indústrias e Centro-Vila Fabril.
O projeto de lei 68/2019 prevê, também, um sistema de avaliação periódica do plano de mobilidade urbana.
Estiveram presentes na audiência pública e fizeram intervenções durante os debates os vereadores: Jair Ferreira Lucas (Jair do Bar, Marcio Silva Nascimento (Marcinho), Rodrigo Ramos Soares (Rodrigo Alemão), Toninho Vieira, Antonio de Pádua e Ivan Hildebrando.
Fotos: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Cubatão
Galeria de imagens – CLIQUE AQUI
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais