Coronavírus – Cai índice de letalidade em Cubatão

Com um óbito registrado nos últimos sete dias (de 2 a 8 de outubro), Cubatão atingiu o total de 184 mortes causadas pelo coronavírus entre 6.835 casos confirmados desde o início da pandemia. Esses números revelam uma letalidade de 2,69% dos casos confirmados no município, índice abaixo do nacional (3%) e do Estado de São Paulo (3,61%). Na semana anterior, Cubatão registrou o índice de 2,72%.
Enquanto o número de casos é equilibrado entre mulheres, 3.462 (50,65%); e homens e 3.373 (49,35%), essa relação pende para o sexo masculino quando contamos as mortes: foram 117 óbitos entre homens (63, 59%) e 67 (36,41%) entre mulheres.
Por idade, o número de óbitos se concentra na faixa etária a partir de 60 anos. Foram 127 óbitos, ou 69.02% do total. De 50 a 59 anos, foram 41 óbitos (22,28%). De 40 a 49 anos, os 12 óbitos representam 6,52%. Ocorreram ainda 1 óbito entre a população de 30 a 39 anos, 2 na faixa 20 a 29 e 1 de 0 a 19 anos.
Dos 127 óbitos entre maiores de 60 anos, 100 ocorreram em pessoas com comorbidades. Já dos 56 óbitos entre pessoas de 20 a 59 anos, 43 apresentavam comorbidades; o mesmo em relação ao único óbito até 19 anos.
Novos casos – Em relação aos últimos sete dias, o Serviço de Vigilância Epidemiológica de Cubatão registrou 97 novos casos, totalizando 6.835, um crescimento de 1,43%. No levantamento da semana anterior, de 25/9 a 1º/10 foram 63 novas notificações; de 18 a 24/9, 113; de 11 a 17/9, 83; e de 4 a 10/9, 163 novos casos.
Os números dos últimos 15 dias podem sofrer alterações com o processamento de novos dados. As informações divulgadas se referem à data de publicação de cada levantamento e estão sujeitas a mudanças.
Bairros – A divisão de casos entre os bairros mantém o padrão verificado desde o início dos levantamentos semanais, com a Vila Nova com o maior número de casos e óbitos: 884 casos confirmados e, dentre os quais, 24 óbitos.
Na faixa dos 500 casos estão Jardim Casqueiro (582 casos, 15 óbitos), Vila Natal (558 casos, 14 óbitos) e Vila Esperança (538 casos, 14 óbitos). Jardim Nova República vem a seguir com 433 casos (12 óbitos) e Vila dos Pescadores, 402 casos (14 óbitos).
Na casa de três centenas de casos encontram-se Parque São Luís (332 casos, 10 óbitos) e Vila São José (323 casos, 13 óbitos). De 200 a 299 casos estão Fabril (287 casos, 4 óbitos), Jardim Costa e Silva (276 casos, 9 óbitos), Ilha Caraguatá (241 casos, 6 óbitos) e Jardim Real (274 casos, 6 óbitos).
Na casa da centena de casos estão Parque Fernando Jorge (198 casos, 2 óbitos), Vale Verde (171 casos, 1 óbito), Jardim 31 de Março (144 casos, 5 óbitos), Jardim São Francisco (141 casos, 5 óbitos), Vila Paulista (114 casos, 4 óbitos), Cota 200 (113 casos, 2 óbitos) e Ponte Nova (101 casos, 3 óbitos).
De 50 a 99 casos figuram Água Fria (65 casos, 4 óbitos), Costa Muniz (66 casos, 1 óbito), Centro (59 casos), Vila São Benedito (54 casos, 6 óbitos) e Vila Couto (55 casos, 1 óbito). De 11 a 50 casos: Pinhal do Miranda (48 casos, 2 óbitos), Vila Santa Rosa (50 casos, 1 óbito), Vila Elizabeth (40 casos), Conjunto Afonso Schmidt (35 casos), Rodovia Padre Manoel da Nóbrega (23 casos, 3 óbitos), Sítio Novo (23 casos, 1 óbito), Pilões (25 casos, 1 óbito), Vila Noel (21 casos, 1 óbito), Área Industrial (20 casos), Mantiqueira (19 casos), Cota 95 (14 casos) e Conjunto Rubens Lara (12 casos).
Os números de casos, sem óbitos, seguem com Ilha Bela (10), Jardim Anchieta (10), Morro do Índio (6), Vila Pelicas (4), Conjunto Mario Covas (3), Jardim São Marcos (3), Morro do Pica Pau (2) e Sítio Cafezal (2). E, com 1 caso Piaçaguera e Vila CAIC. Do total, 52 casos não têm especificação de bairro. Devido uma revisão contínua do banco de dados é possível ocorrer variações ou alterações da localização de casos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais