Cubatão realiza caminhada em 25/11, Dia Internacional pela eliminação da violência contra mulheres

Evento, a partir das 8h, deve reunir cerca de 100 adolescentes. Depois, haverá bate-papo sobre namoro abusivo

A cada quatro minutos uma mulher é agredida no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Pessoas que são vítimas de violências física, sexual, psicológica. Por isso, neste 25 de novembro quando se comemora o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, adolescentes de duas escolas públicas da cidade participam de uma caminhada em combate à violência contra meninas e mulheres. A concentração e saída será às 8h em frente à UME Padre José de Anchieta (Rua Salgado Filho, 158), no Jardim Costa e Silva. De lá, os jovens seguem até o Bloco Cultural, ao lado da Prefeitura Municipal (Praça dos Emancipadores, s/nº).
Na chegada ao Bloco, os adolescentes participam de um bate-papo sobre namoro abusivo com Mayla Hadid, titular da Delegacia da Mulher de Cubatão, e Erenita Barbosa, assistente social e presidente do Clube Soroptimist da cidade. A conversa será direcionada a estudantes com idades entre 13 e 16 anos. Para abrir a conversa, haverá apresentação do Coral dos Servidores Municipais de Cubatão.
O evento é organizado pelo Conselho Municipal da Condição Feminina (CMCF) e quer disseminar informação sobre o assunto. “A violência contra mulheres e meninas é uma realidade, infelizmente. A ideia dessa palestra é manter, em especial, as jovens atentas para que identifiquem relacionamentos abusivos e tóxicos. Esse pode ser o início de um ciclo de violência. E a única forma de interromper isso é por meio da informação e da denúncia”, afirma Cristina Oliveira, presidente do CMCF.
De acordo com ela, de janeiro a junho deste ano, a Delegacia da Mulher de Cubatão registrou 107 casos classificados na Lei Maria da Penha. “A violência contra a mulher ainda persiste, apesar do nosso País ter uma das melhores legislações do mundo sobre o assunto. Por isso é necessário informar as mulheres e as meninas para estarem sempre alertas, seja sobre seu próprio relacionamento ou de outras mulheres”, afirmou Cristina.
Dia Laranja – Celebrado a cada dia 25 do mês, o Dia Laranja alerta para a urgente necessidade de prevenir e eliminar a violência contra as mulheres e meninas. Sendo uma cor vibrante e positiva, o laranja representa um futuro livre de violência contra mulheres e meninas, convocando ativistas, governos e sociedade civil a se mobilizarem pela prevenção e eliminação da violência contra mulheres e meninas, não só uma vez ao ano, em 25 de Novembro , mas todos os meses. A mobilização é uma ideia da ONU, Organização das Nações Unidas e é realizada em todo o mundo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais