Defesa Civil inicia plano preventivo para as chuvas de verão neste domingo (1º)

Ações são para evitar deslizamentos e áreas alagadas

A Comissão Municipal de Defesa Civil de Cubatão (Comdec) inicia no próximo domingo (1º) o plano preventivo para evitar problemas provocados pelas chuvas de verão. A fiscalização será reforçada em áreas sujeitas a alagamentos. Também haverá atenção redobrada em comunidades que ocupam encostas com riscos de deslizamentos. O plano terá vigência até 31 de março de 2020.
O coordenador da Defesa Civil, Levindo dos Santos Filho, informou que o plano está organizado em quatro níveis: observação, atenção, alerta e alerta máximo. Já no domingo será decretado o grau de observação. Nessa fase, há o acompanhamento atento dos índices pluviométricos e a previsão meteorológica.
O nível de atenção é decretado a partir dos índices acumulados de chuva e a ocorrência de precipitação crítica. Os integrantes da Defesa Civil, nesse caso, intensificam a vistoria de campo. Já o nível de alerta prevê a remoção preventiva da população das áreas de risco constatadas a partir das vistorias.
Segundo Levindo Filho, o nível de alerta máximo exige a remoção imediata da população que ocupa áreas de risco. “As mudanças de nível são decretadas pela Comdec, obedecendo critérios geotécnico e hidrológico”, detalhou, acrescentando que Cubatão conta com sete postos telemétricos para a obtenção dos coeficientes de precipitação crítica. Quatro postos estão localizados nas escarpas da Serra do Mar, dois na zona industrial, e um em área urbana.
“Nosso objetivo é minimizar os impactos causados por eventuais inundações ou escorregamentos que possam atingir instalações do polo petroquímico, o que poderia causar emissões acidentais de substâncias químicas”, informou Levindo Filho.
Vítimas – Em 1988, vários escorregamentos ocorreram no País. Os mais graves foram registrados em Petrópolis, com 171 mortes; Rio de Janeiro, 53 mortes; e litoral de São Paulo, com 17 vítimas fatais (Cubatão, Santos e Ubatuba).
Na época, o Governo do Estado determinou aos institutos de Pesquisas Tecnológicas (IPT), Geológico, Florestal e de Botânica que realizassem estudos para o mapeamento dos problemas e a elaboração de propostas, dentre as quais, o Plano Preventivo de Defesa Civil.
Ainda em 88, prefeituras da Região Metropolitana da Baixada Santista e Litoral Norte concordaram em firmar um pacto de ações voltadas a reduzir o número de vítimas fatais causadas por escorregamentos. O êxito obtido foi replicado em outras regiões.
Treinamento – Nesta quinta (28) e sexta-feiras (29), profissionais da Defesa Civil de toda a Região participam de um treinamento promovido pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cepdec) justamente para a Operação Chuvas de Verão. Ontem as atividades aconteceram em Cubatão e nesta sexta-feira está em Santos. As oficinas contam com palestras de representantes da Defesa Civil Estadual, da Cruz Vermelha de São Paulo, do Instituto Geológico (IG), do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social e de uma empresa especializada em estudos meteorológicos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais