Hospital Municipal de Cubatão promove Curso de Libras aos funcionários


A língua brasileira de sinais é essencial para promover a inclusão das pessoas surdas

Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil conta com mais de 10 milhões de pessoas que possuem alguma deficiência auditiva. Sendo que, deste total, aproximadamente 3 milhões apresentam surdez profunda. Por conta disso, o Hospital Municipal de Cubatão (HMC) deu início ao curso de tradução de Libras para os funcionários. As aulas são ministradas pela tradutora e voluntária Mariléia Amaral da Silva, que atua na área há mais de 20 anos.

Libras, língua brasileira de sinais, é uma das principais formas de comunicação das pessoas surdas no país. Seu objetivo é promover a comunicação e o acesso à informação das pessoas surdas, para que possam estar integradas à sociedade. O ensino de libras é essencial para promover a inclusão, garantindo interação cultural e social. De acordo com Márcio Oliveira, secretário-adjunto de Saúde, a inclusão do curso contribui para sensibilizar os funcionários sobre as barreiras de comunicação enfrentadas pelos pacientes surdos, promovendo uma maior empatia e confirmando o atendimento humanizado implementado no hospital segundo prerrogativa da Secretaria Municipal de Sáude, que administra o contrato de gestão.

A iniciativa foi idealizada pela Comissão de Humanização do HMC e faz parte do movimento de comunicação efetiva não violenta e humanizada adotado pelo Hospital. “A humanização é um conceito fundamental no ambiente hospitalar, pois reconhece a importância de tratarmos os pacientes sem distinção, independentemente de suas condições de saúde ou deficiências. Nesse contexto, a inclusão do curso de tradução de Libras para os colaboradores é uma medida essencial para garantir que todos os pacientes, independentemente de sua capacidade auditiva, recebam o atendimento e cuidado adequados”, afirma o presidente da Comissão de Humanização do HMC, Marcelo Valle.

Ao oferecer aos colaboradores a oportunidade de aprender a língua de sinais, o hospital demonstra um compromisso real com a inclusão e a humanização do cuidado. “A capacitação em Libras permite que os profissionais de saúde estabeleçam uma comunicação eficaz e empática com pacientes surdos ou com deficiência auditiva, assegurando que suas necessidades sejam compreendidas e atendidas de forma satisfatória”, complementa Marcelo Valle.

“Essa inclusão do curso de tradução de Libras para os colaboradores do hospital é uma medida essencial para promover a humanização no ambiente de saúde”, conclui o diretor técnico do HMC, Dr. Newton Tomio Miyashita. O Hospital Municipal de Cubatão é administrado pela Sociedade Brasileira Caminho de Damasco (SBCD), através de contrato de gestão junto à Prefeitura do Município de Cubatão.

Por: Secom Cubatão com informações da SBCD
Fotos: Divulgação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Município de Cubatão - CNPJ 47.492.806/0001-08 - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais