Instituto Poiesis promove ciclo de diálogos: inscrições abertas


São oficinas, mentorias com pensadores, pesquisadores e produtores a fim de trocar experiências sobre ações bem sucedidas em gestão cultural

O Ciclo de Gestão Cultural consiste em uma série de diálogos, oficinas e mentorias com pensadores, gestores, pesquisadores e produtores, que aprofunda discussões sobre questões da área da cultura e propicia a troca de experiências bem-sucedidas de gestão, consolidando formas de atuar em diferentes contextos e localidades. Este ano, o Ciclo de Gestão Cultural será realizado integralmente no ambiente on-line. Para participar de todas as oficinas é essencial que se faça a reserva por meio dos links abaixo.
Segue programação completa:
DES MORFOSE – Uýra Sodoma
Mutar é a arte de anunciar Movimentos. Mover-se é a essência de tudo o que vive. Por transferência, Uýra convida elementos à composição de seu corpo, que se transforma a cada chegada. O corpo suporte narra em voz própria a história de cada parte, do que foi vivo, pra falar de Vida, retroalimentada – é abandono de uma estrutura antiga, convite à uma nova forma de Ser -, costura de uma materialidade efêmera. Morfose é voz pela forma em rito. O artista  visual indígena Emerson desencarna Uýra Sodoma, árvore que anda e atravessa suas falas em fotoperformance e performance, manifestação em carne de bicho e planta que se move para exposição e cura de doenças sistêmicas coloniais.
Após a desmontagem, haverá bate-papo com o público, mediado por Galiana Brasil.
29/9 – quarta-feira – 20h
Reserve seu ingresso até 27/9: CLIQUE AQUI. 

O BARULHO DAS FAVELAS: UMA DESMONTAGEM DO FUNK- Thiagson
Funk é audição, dança, canto e invasão de sentidos. Um dos gêneros musicais mais ouvidos no Brasil e o mais escutado em países estrangeiros, ainda encontra dificuldades para a compreensão de sua cultura diversa, rica e, às vezes, contraditória. Em uma aula-espetáculo, Thiagson, pesquisador e doutorando em Musicologia, provoca o público à desconstrução de ideias pré-concebidas que perseguem o movimento funk. A partir da desmontagem do processo de criação de um hit, disseca tudo o que acompanha esse universo: dança, roupa, linguagem, gestos, estética e visão de mundo.
Após a desmontagem, haverá bate-papo com o público.
27/10 – quarta-feira – 20h
Reserve seu ingresso até 25/10: CLIQUE AQUI.

A NÃO SER – Giovanni Venturini
Partindo de perguntas e de uma reflexão cotidiana sobre sua própria condição e os diferentes olhares que recebe, Giovanni Venturini criou um ato poético que aborda a questão do nanismo como dispositivo para a criação. A peça, fruto do livro homônimo lançado em 2015, integra diversas linguagens, como dança, poesia, teatro e circo, a fim de contextualizar o universo explorado pelo artista. Nesta desmontagem inédita, além de conhecer a fundo o processo criativo da obra, o público trilha um percurso que passa por definições técnicas, pragmáticas e lúdicas, mostrando o universo mágico e, muitas vezes, estereotipado, que estão acostumados a enxergar a pessoa com nanismo.
Após a desmontagem, haverá bate-papo com o público.
24/11 – quarta-feira – 20h
Reserve seu ingresso até 22/11: CLIQUE AQUI. 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais