Grande Festa da Cidadania comemora 73 anos de Cubatão na Esplanada do Paço Municipal

A comunidade de Cubatão teve a oportunidade de comemorar os 73 anos de emancipação politico-administrativa com atividades religiosas, cívicas, de lazer e de saúde.  O feriado de sábado (9) teve início com a Missa celebrada em homenagem a Cubatão. A cerimônia aconteceu na Igreja Matriz e teve a presença de diversas autoridades municipais e regionais. Já a Esplanada do Paço Municipal abrigou a Grande Festa da Cidadania. Teve início com o hasteamento oficial das bandeiras em frente ao Bloco Cultural e participação da Banda da Polícia Militar.

O prefeito de Cubatão, Ademário Oliveira, destacou o caráter comunitário da festa, lembrando que embora controlada por conta do avanço da vacinação e da diminuição do número de casos de covid-19, a pandemia ainda  existe e preocupa. “Decidimos realizar esta comemoração para os cubatenses e seguindo todos os protocolos sanitários de combate ao novo coronavírus. Entendo que o maior presente que a Cidade e que seus moradores poderiam ganhar já está por todos os lados no Município: basta olhar pelo retrovisor”, disse, ao lado do vice-prefeito Ivan Hildebrando.

O prefeito fez referência às ações já feitas pelo Governo Municipal desde o primeiro mandato. Lembrou da inauguração do Centro de Alta Complexidade para tratamento de câncer e hemodiálise e da reabertura do Hospital Municipal de Cubatão que teve papel prioritário no tratamento dos doentes por covid-19. E deu destaque às obras contra enchentes na Vila Nova e Ilha Caraguatá, construção do Poupatempo e do AME, e aos avanços habitacionais, especialmente àqueles que tratam do tema integralização de cidade, regularizando áreas e urbanizando núcleos, levando infraestrutura básica, moradia e qualidade de vida às comunidades de periferia e favelas: “A Vila Esperança é o maior exemplo disso, estamos levando dignidade a 35 mil famílias”.

O vereador Afonsinho representou a Câmara Municipal e parabenizou todos os cubatenses pela data. O secretário de Comunicação, Guilherme Amaral, representando todos os secretários municipais presentes e dirigentes de autarquias, externou a felicidade de ver a Cidade reagindo e se adaptando ao “novo normal”.

Após os discursos, a Orquestra Cubatão Sinfonia encantou com repertório especial, incluindo o Hino de Cubatão, e com muita Música Popular Brasileira sob regência do maestro André Farias. Formada por 35 jovens artistas, a Orquestra conta com apoio da Prefeitura de Cubatão e é patrocinada via lei de incentivo pela Usiminas, Petrocoque e Ecovias com apoio também do Instituto Usiminas.

Por toda a Esplanada, várias atividades rechearam o sábado do cubatense. Teve vacinação contra covid-19 e influenza, testes de covid e influenza, orientações sobre DST-AIDS, saúde bucal, endometriose, aferição de pressão. A Feira de Artesanato movimentou a economia criativa e a criançada pode se divertir com diversas atividades como parede de escalada, circuito sensorial, pula-pula e a escolinha de trânsito da CMT (Companhia Municipal de Trânsito).

Cubatão, 73 anos  – Localizada no sopé da Serra do Mar, de onde jesuítas, comerciantes, tropeiros, autoridades do reino tomavam fôlego para atingir o Planalto, Cubatão tornou-se essencialmente um lugar de passagem, obtendo assim um papel de destaque no cenário da Baixada Santista, do Estado de São Paulo e do Brasil. O Porto Geral de Cubatão teve a sua origem na primeira metade do século XVIII. Ao seu lado, desenvolveu-se um povoado, por muito tempo conhecido por essa denominação. Era ali que as cargas e mercadorias trocavam as balsas que vinham do porto pelo lombo das mulas que formavam as tropas que subiam a Serra do Mar.

Por pouco tempo (1833-1841) o povoado esteve elevado à categoria de município, período após o qual foi anexado a Santos, mantendo-se praticamente estagnado até a década de 1920, quando surgiram as obras da Usina da Light e da Companhia Santista de Papel. Após 1940, houve a construção da Via Anchieta, culminando com a implantação da Refinaria Presidente Bernardes, inaugurada em 1955, e da Companhia Siderúrgica Paulista, a Cosipa (atual Usiminas), em 1959. A emancipação político-administrativa da cidade ocorreu em 9 de abril de 1949.

Com o passar dos anos, a Cubatão foi se transformando, ganhando indústrias, fruto do desenvolvimento industrial paulistano e paulista, bem como dos investimentos federais. Nenhum plano orientou a instalação do parque industrial cubatense, porém. As fábricas foram se localizando ao sabor das vantagens imobiliárias ou pré-requisitos necessários às suas operações (perto ou longe de um núcleo urbano, a favor ou contra as correntes de vento, perto ou longe de cursos d’água, etc) e, no decorrer dos anos, começaram a surgir sérios problemas ambientais, com a poluição do ar, água e solo do Município.

Dezoito das atuais 24 indústrias que formam o Polo de Cubatão foram implantadas no período de 1955 a 1975. Duas dessas indústrias, Ultrafértil e Cosipa, possuem terminais portuários, onde recebem matérias-primas e embarcam seus produtos acabados. Além da geração de empregos, a concentração industrial de Cubatão trouxe resultados importantes do ponto de vista financeiro e do fortalecimento da capacidade tributária municipal. A base de sustentação do Município é, portanto, a arrecadação do ICMS, ficando o IPTU, o ISS e outros tributos diretos em segundo plano, se comparado com o quadro dos demais municípios da Baixada Santista.

Fotos: Thiego Barbosa

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO ANIVERSÁRIO DE CUBATÃO:

8 a 10 de abril – sexta, sábado e domingo

9º Torneio de Tranca de Ouro do Cici

Local: Esquina das Ruas Rio de Janeiro e Primeiro de Maio, na Vila Nova

15 de ABRIL – sexta-feira

A partir das 19 horas – 52ª Encenação da Paixão de Cristo

Local: Centro Social Urbano – CSU – Rua Marli Alves Pereira, s/nº – Jardim Costa e Silva


23 e 24 de ABRIL – sábado e domingo

Das 10h às 12h – Walking Tour Experience

Local: Parque Anilinas – Avenida Nove de Abril, s/nº – Centro


24 de ABRIL – domingo

Das 12h às 19h – Feira Geek – evento que reúne fãs de HQ, filmes, séries, games e cultura pop com atrações como campeonato de games, concurso cosplay, concurso de desenhos, exposição de bonecos, workshops etc.

 

22 e 29 de abril (sextas-feiras) – 19 horas

Cinema nos Bairros

22/Abril – CEU das Artes – Rua Januário Cândido Pontes, s/nº – Jardim Nova República

29/Abril – UME Rui Barbosa – Rua Vereador Luiz Pieruzzi Neto, 50 – Jardim Caraguatá

2 e 3 de abril – sábado e domingo

Das 15h às 21h – Abaré Emcena – um show de cultura pertinho de você

Local: Praça da Independência – Jardim Casqueiro


Até 30/abril

Exposição “Desfilando a Memória” – registro fotográfico dos desfiles cívicos ocorridos na Avenida 9 de Abril a partir de 1967

Local: em frente à Biblioteca Municipal – Av. Nove de Abril, 1977 – Centro

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais