Gripe: Cubatão começa neste sábado (26) a vacinar idosos a partir de 80 anos


Vacina estará disponível para essa faixa etária também no Domingão da Vacinação em três unidades de Saúde

Idosos a partir de 80 anos de Cubatão podem receber a vacina contra a gripe a partir deste sábado (26). A opção é a Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Nova, na Rua São João, 185, que estará aberta das 9 às 15 horas e já funciona aos sábados para a vacinação contra a covid-19. O uso de máscaras segue obrigatório nas unidades de Saúde.

No domingo (27), as vacinas contra a gripe estarão disponíveis para essa faixa etária na UBS Vila Nova e em mais duas unidades: UBS Mário Covas, na Rua das Palmas, 128, Vila Natal, e UBS do Jardim Casqueiro, na Rua Espanha, s/nº, também das 9 às 15 horas nas três unidades. Na segunda-feira (28), a vacinação contra a gripe passa a ocorrer nas 14 unidades de Saúde com sala de vacina (ver lista abaixo).

 

CAMPANHA

Como todo ano, a campanha de vacinação da gripe divide-se em etapas. Após o início neste final de semana com os idosos a partir de 80 anos, a segunda etapa está marcada para 4 de abril, quando começam a ser vacinadas as pessoas a partir de 60 anos e profissionais da Saúde. A terceira etapa começa em 2 de maio, com a vacinação de gestantes, puérperas e crianças.

 

GRIPE E COVID-19

A vacinação contra a gripe e contra a covid-19 ocorrem simultaneamente a partir deste sábado. Conforme o informe técnico da Secretaria de Saúde do Estado, as duas vacinas podem ser administradas ao mesmo tempo em todas as pessoas a partir de 12 anos. Por exemplo, alguém com idade a partir de 80 anos que for se vacinar nesse final de semana com a segunda dose de reforço contra a covid-19 poderá receber também a vacina contra a gripe. Isso vale para primeiras e segundas doses e doses de reforço.

 

SINTOMAS

O mesmo documento recomendao adiamento da vacinação em pessoas com sintomas respiratórios, principalmente relacionados à covid-19. Nesses casos, a vacinação deve ser adiada em pelo menos quatro semanas.

 

GRIPE E PANDEMIA

À medida que o percentual de pessoas vacinadas contra a covid-19 em todo o mundo aumenta, com diminuição das taxas de infecções da doença e crescente tendência de flexibilização das restrições, há uma oportunidade para que ocorra um ressurgimento da circulação de outros vírus respiratórios, como influenza, como ocorreu no Brasil em dezembro de 2021.

A vacinação contra a influenza de pessoas pertencentes aos grupos alvo do programa de imunização tem como principal objetivo reduzir a carga da doença, prevenindo hospitalizações, mortes e consultas ambulatoriais e em serviços de emergência.

A vacinação contra a influenza permitirá, ao longo de 2022, prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença e óbitos, minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários, que podem ser confundidos com os da covid-19, além de reduzir sobrecarga sobre os serviços de saúde. As ações de imunizações continuam a ser extremamente importantes para a proteção contra a influenza e devem ser mantidas apesar de todos os desafios frente à pandemia.

 

CONTRAINDICAÇÕES

Crianças menores de 6 meses de idade e Pessoas com história de anafilaxia grave a doses anteriores da vacina contra a gripe ou a algum componente da vacina.

 

PRECAUÇÕES

Doenças febris agudas, moderadas ou graves: recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro, com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença;

História de alergia a ovo: pessoas que após ingestão de ovo apresentaram apenas urticária, administrar a vacina influenza, sem qualquer cuidado especial; pessoas que após ingestão de ovo apresentaram quaisquer outros sinais de anafilaxia (angioedema, desconforto respiratório ou vômitos repetidos), a vacina pode ser administrada, desde que em ambiente adequado para tratar manifestações alérgicas graves (atendimento de urgência e emergência). Nesses casos, a vacina deve ser administrada sob supervisão médica, preferencialmente.

Em caso de ocorrência de Síndrome de Guillain-Barré (SGB) no período de até 30 dias após recebimento de dose anterior, recomenda-se realizar avaliação médica criteriosa sobre benefício e risco da vacina antes da administração de uma nova dose.

 

ESQUEMA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

1ª etapa: pessoas a partir de 80 anos

 

LOCAIS DE VACINAÇÃO

Dia 26, 9 às 15 horas

UBS Vila Nova (Rua São João, 185).

 

Dia 27, 9 às 15 horas

UBS Jardim Casqueiro (Rua Espanha, s/nº);

UBS Vila Nova (Rua São João, 185);e

USF Mário Covas (Rua das Palmas, 128, Vila Natal).

 

A partir do dia 28, 8h30 às 16 horas

UBS Vila São José (Avenida Bandeirantes, s/nº);

USF Afonso Schmidt, Área 5 (Rua Manoel Leal, s/nº, Jardim São Francisco);

UBS Jardim Casqueiro (Rua Espanha, s/nº);

UBS Jardim 31 de Março (Rua Antônio Simões de Almeida, s/nº);

USF Jardim Nova República-Bolsão 8 (Avenida Deputado Esmeraldo Tarquínio, s/nº);

UBS Vila Nova (Rua São João, 185);

USF Vila dos Pescadores (Rua Santa Júlia, s/nº);

USF Ilha Caraguatá (Rua Feud Farah, s/nº);

USF Cota 200 (2ª Passarela da Via Anchieta km 50, s/nº);

USF Vila Esperança-Morro do Índio (Avenida Principal, 4003);

USF Mário Covas (Rua das Palmas, 128, Vila Natal);

USF Pilões (Caminho dos Pilões, 974);

USF Cota 95 (Faixa do Oleoduto, s/nº, Pinhal do Miranda);

USF Vale Verde (Rua Vereador Paulo Enos, s/nº).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais