TCESP reúne OMS e Butantan em debate na quinta sobre vacinação

Encontro é nesta quinta-feira (29), às 10h30, no canal do YouTube do TCESP

 

Os desafios da campanha de vacinação contra a COVID-19 no Estado serão tema de encontro virtual organizado na quinta-feira (29/4) pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP), por meio do Observatório do Futuro, núcleo de monitoramento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Corte.

Já confirmaram presença o Diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas; a especialista em imunizações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Lely Guzmán; e o Presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Juarez Cunha.

“Diversos países no mundo vêm mostrando que esse é o caminho mais eficaz para superarmos a pandemia. Nosso objetivo é, então, ajudar Prefeitos e Secretários de Saúde a compreenderem melhor a importância de campanhas de vacinação e de informação cada vez mais eficientes”, declarou a Coordenadora do Observatório, Manuela Prado Leitão. “E é disso que trata o ODS 3: saúde e bem-estar para todos”, completou.

A Presidente do Tribunal de Contas, Conselheira Cristiana de Castro Moraes, fará a abertura do evento, que começa às 10h30, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da Corte (streaming.tce.sp.gov.br/lives).

Voltado para gestores, servidores públicos e Organizações Sociais, o seminário será aberto a todos os interessados.

Desde o ano passado, o Observatório do Futuro vem organizando, com apoio da Escola Paulista de Contas Públicas (EPCP), discussões on-line sobre temas relacionados à pandemia e aos ODS. Já participaram das lives o infectologista David Uip e representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), do Governo do Estado e da sociedade civil.

Mais detalhes em: https://www.tce.sp.gov.br/eventos/live-vacinacao-desafios-combate-covid-19#.

Agenda 2030 X pandemia

Os ODS são metas definidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) como essenciais para o crescimento econômico com inclusão social e preservação do meio ambiente. O projeto deve ser implantado até 2030.

Especialistas afirmam que a crise sanitária mundial pode atrasar em décadas a implantação dessa agenda, mas garantem que, mais do que nunca, ela será fundamental para a superação dos graves problemas econômicos e sociais causados pelo novo coronavírus.

 
Texto: Assessoria de imprensa do TCESP

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

© Copyright Prefeitura Municipal de Cubatão - 2021. Todos os direitos reservados - DSJ Soluções Digitais